terça-feira, 26 de abril de 2011

[Rescaldo] 4º BTT Orientação Trilhos da Feira



Depois da primeira experiência no Roadbook de malhapão, eu(Kemp) e o Zé Carlos, achámos por bem participar em mais um roadbook.

Saímos de Aveiro às 8h em direcção a Albergaria para apanhar a N1/IC2. Com muito espanto nosso encontrámos logo indicações após a saída da N1/IC2 - S.João da Madeira/Vale de Cambra. Sem dúvida um aspecto bastante positivo a assinalar e que nem sempre se vê noutras organizações "maiores".

Quando chegámos fomos levantar os dorsais (nº 94 e 95) e beber o café da ordem. A partida nestas provas são separadas e a nossa estava prevista para as 9h42m. Como tínhamos tempo de sobra preparamos tudo nas calmas e fomos aquecer. Assim que peguei na minha Santa Cruz achei que eu éramos completamente estranhos. Isto porque na passada 6ª feira (santa) passei 11 horas a pedalar numa bicicleta de estrada e agora tudo era particularmente GRANDE! Não é que isso fosse mau... até tive mais confiança na bicicleta. Enfim... Acho que tenho que andar mais vezes de roda fina.

Como ainda estávamos motivados pela boa prestação que tivemos na primeira participação as nossas expectativas eram altas.

Quando recebemos o roadbook achámos que embora as imagens e os símbolos fossem diferentes desde que fossemos com atenção as coisas não iam ser diferentes do que da última vez...

Não contávamos era que os caminhos fossem tão acidentados. Os trilhos eram maioritariamente em zonas com muitas árvores (raízes bastante acentuadas), montes, vales e com alguns ribeiros à mistura.





O percurso era engraçado se nós não tivéssemos que nos preocupar com o próximo caminho a seguir. Mas se assim fosse perdia a piada.



A nossa maior dificuldade foi conseguir analisar a imagem seguinte pois não conseguíamos tirar os olhos do caminho. Enganámo-nos várias vezes por não conseguirmos analisar bem a imagem seguinte. Demorou algum tempo até nos adaptarmos e entrar "na linha"... Mas lá nos conseguimos organizar e recuperar o tempo perdido. A poucos kms do fim houve um pau que se enfiou na roda da frente da bicicleta do Zé Carlos e que para além de dar cabo de um raio partiu a válvula do ar junto ao aro e esvaziou a roda por completo. Pusemos-lhe uma câmara de ar e continuámos até ao final sem mais problemas mecânicos e sem grandes enganos.





Com a prova terminada e com a sensação de que podíamos ter feito melhor restou-nos tomar banho e ir ao almoço.



A água do banho estava quente! Muito melhor do que em Malhapão. Mas por outro lado o almoço não estava ao mesmo nível. Desta vez não houve Leitão. Tivemos que nos contentar com as sandes de porco no espeto que, verdade seja dita, estavam muito boas.

A nossa prestação ainda que atribulada ainda nos valeu um 7º lugar na classificação por equipas num percurso de 37kms a ser feito em 3h25m.

1 comentário: